Saúde Bucal do Bebê

Saúde Bucal do BebêAs questões apresentadas no texto abaixo devem ser lidas com atenção pelas mães e pais cuidadosos, pois são muito importantes para a manutenção da saúde bucal do bebê. A prevenção das doenças bucais, tais como, por exemplo, a cárie dental e a má formação das arcadas dentárias deve ser iniciada tão cedo quanto possível. Cabe aos pais, sob orientação profissional, adotar um conjunto de medidas e práticas rotineiras que em muito contribuirão para a saúde bucal do bebê.

 

P: A amamentação no peito é melhor do que a mamadeira na prevenção de caries na infância?
R: Muitos especialistas recomendam amamentar no peito em vez de utilizar mamadeiras, para a saúde geral da sua criança. Porém, amamentar no peito pode levar a formação de cáries na infância da mesma forma que a amamentação por mamadeira.

Para prevenir as primeiras cáries:

  • Evite alimentação durante a noite, tal como trazer o bebê para a sua cama e permitir que ele ou ela se amamente à vontade. O leite pode “permanecer” na boca da criança e causar a formação continua de ácido ao longo da noite. Este ácido leva à formação de cárie.
  • Evite deixar o bebê passear com uma mamadeira.
  • É recomendado que você encoraje sua criança a beber de um copo já no seu primeiro aniversário.

P: Tudo bem se minha criança chupar o dedo polegar?
R: Chupar o polegar é normal em crianças; a maioria para por si próprias até os 2 anos de idade.

  • Se sua criança chupa o polegar e tem mais de 2 anos de idade, tente desencorajá-la até completar 4 anos.
  • Chupar o dedo além da idade de 4 anos pode levar ao problemas de dentes tortos, apinhamento e/ou de mordida.

P: Tudo bem se meu bebê usar a chupeta?
R: Sim, mas não a coloque em açúcar, mel, ou líquidos adoçados. Além disso:

  • Tente fazer com que sua criança abandone o hábito da chupeta até os idade de 2 anos de idade.
  • Lembre-se que enquanto a chupeta e chupar o polegar não fazem nenhuma diferença para a saúde da criança, uma chupeta pode ser uma escolha melhor, porque pode ser mais fácil parar com o hábito da chupeta da criança, do que de chupar o polegar.

P: Qual é o melhor método para escovar os dentes de uma criança pequena?
R: Use uma escova pequena e com cerdas macia. Faça movimentos circulares ou movimentos ondulados em todas as superfícies dos dentes, particularmente onde o dente encontra a gengiva. Quando sua criança aprender a cuspir, use uma pequena quantidade de creme dental com flúor do tamanho de uma ervilha na escova. As famílias devem pedir ao dentista que demonstre a escovação correta na visita da criança ao dentista.

P: Posso transmitir bactérias prejudiciais que possam afetar os dentes do meu bebê?
R: Sim. Germes causadores de cáries podem ser transmitidos via contato – tal como quando o bebê puser as mãos em sua boca, e daí na própria boca. É por isso que é tão importante você manter seus próprios dentes e gengivas saudáveis.

Além disso, pesquisas têm mostrado que já que uma mulher grávida compartilha seu sangue com seu bebê antes de nascer, qualquer infecção em sua boca – como uma cárie ou doença de gengiva (periodontal) – pode afetar o bebê. De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Dentais e Crânio-facial do Instituto Nacional de Saúde, doenças / infecções orais também estão ligadas a problemas bebês prematuros, e com reduzido peso de nascimento.

P: Quando devo começar a usar creme dental com flúor na escovação da minha criança?
R: Quando sua criança souber cuspir. Flúor é seguro e necessário para manter os dentes fortes, mas somente em níveis apropriados. Crianças mais jovens tendem a engolir quantidades excessivas de creme dental , e isto pode levar a fluorose dental, que causa a descoloração dos dentes. E lembre-se, mesmo que a sua água for fluoretada, é necessário utilizar creme dental com flúor. Flúor é necessário ambos em forma “sistêmica” – como creme dental, e em forma “ingerida” – como água ou suplementos de flúor. O flúor é importante para a saúde bucal do bebê, mas deve ser ingerido em quantidades adequadas.

P: Eu uso água engarrafada em casa, e não contém flúor. Tudo bem?
R: Se você usa água engarrafada para beber e cozinhar – ou se sua água do sistema público (comunitário) não contém flúor – não esqueça de avisar a seu dentista ou médico. Eles possivelmente prescreverão suplementos de flúor para o bebê.

Como você avalia esse artigo?

Clique em uma estrela para classificá-la!

Classificação média / 5. Contador

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar esta postagem.